Homem que matou adolescente por dívida de drogas em Vargem Bonita é condenado

Crime foi motivado por dívida de R$ 100, proveniente do comércio de drogas ilícitas.


Por Catanduvas Online

13/07/2022 17:35



img


O Tribunal do Júri da Comarca de Catanduvas aceitou o argumento do Ministério Público de Santa Catarina e condenou o homem que matou um adolescente de 16 anos a facadas, na frente da mãe da vítima, em razão de uma dívida de R$ 100, por homicídio duplamente qualificado: por motivo torpe e com uso de recurso que dificultou a defesa da vítima. O Juízo fixou a pena em 14 anos de reclusão em regime inicial fechado.

 

O crime aconteceu em 18 de maio de 2021, no município de Vargem Bonita. Naquela terça-feira de outono, o adolescente Leonardo Ruan Miglioretto Correia e a mãe caminhavam perto de uma praça quando foram surpreendidos pelo acusado, Samuel de Jesus Silva. Leonardo levou quatro facadas nas costas, no tórax e no braço esquerdo. A mãe tentou socorrê-lo, mas era tarde. Segundo o laudo pericial, o adolescente morreu de choque hemorrágico.

 

O homicídio foi motivado por uma dívida de R$ 100, proveniente do comércio de drogas ilícitas. Samuel foi preso no dia do crime. A Promotoria de Justiça da Comarca de Catanduvas ofereceu a denúncia na semana seguinte e a Justiça proferiu a condenação após 13 meses. O réu não pode recorrer em liberdade e terá que pagar as custas processuais.

 

A acusação foi conduzida pelo Promotor de Justiça da Promotoria da Comarca de Catanduvas, Caio Rothsahl Botelho. "A atuação do Ministério Público no Tribunal do Júri tem como propósito a defesa da vida. No caso sob julgamento, buscou-se dar efetividade a tal defesa, na medida em que a vítima possuía, à época, 16 anos de idade, sendo morta, inclusive, na frente de sua mãe. Portanto, diante da covardia praticada, a condenação se mostrou justa e necessária", conclui o Promotor de Justiça.

 


MEPITA ?>

 

Fonte/Ministério Público