Jovens são indiciados por violar sepultura e furtar crânio para ritual no Oeste


Por Catanduvas Online

29/04/2021 11:53



img


Fonte: Rádio Capinzal/ Divulgação

 

A Polícia Civil concluiu nesta segunda-feira (26), o Inquérito Policial que apurava a violação de uma sepultura, com subtração de um crânio. O crime foi registrado no dia 1º de fevereiro, em um cemitério localizado no interior de Capinzal.



Através de investigação, foram colhidas provas que identificaram três jovens, moradores de Zortéa, como autores dos fatos.


Foram cumpridos mandados de busca domiciliar na residência dos investigados e apreendidos um tabuleiro Ouija, velas pretas e vermelhas. Os objetos que eram utilizados para a realização de cultos e rituais, nos quais também empregavam crânios humanos.



Em interrogatório, dois dos envolvidos confirmaram ter estado no cemitério e também a realização de ritual com o tabuleiro Ouija e um crânio humano, contudo atribuíram um ao outro a prática das condutas, excluindo-se da participação.



O terceiro negou envolvimento, porém foi apontado pelos dois primeiros como coautor. No mês de junho de 2020, um fato semelhante aconteceu em um cemitério de outra localidade. Existe a suspeita da participação dos mesmos autores, porém, não foi possível produzir provas suficientes para responsabiliza-los.

 


 ?>



O trio foi indiciado pelos crimes de violação de sepultura e subtração de parte de cadáver.

 

Fonte: RÁDIO CAPINZAL