SC apresenta plano de vacinação para trabalhadores da educação

Reunião ressaltou que ainda não há previsão concreta de quando profissionais da educação começarão a ser vacinados; coleta de dados inicia na próxima semana


Por Catanduvas Online

22/04/2021 09:05



img


O plano para vacinar os profissionais da educação em Santa Catarina foi apresentado nesta terça-feira (20) para entidades municipais e sindicatos da categoria, apesar de não haver previsão de vacinação dos profissionais.

 

A proposta elenca, dentro dos profissionais, uma escala de prioridade, prevendo vacinar antes os que possuem maior risco de contágio de Covid-19.

 

Segundo o plano, os primeiros a receberem as vacinas serão os que estiverem trabalhando em modalidade presencial ou mista.

 

A apresentação do plano foi realizada pela Secretaria de Estado da Educação e integrantes do Comitê Estratégico de retomada das aulas presenciais, um grupo intersetorial de 14 entidades. Entidades estaduais, sindicatos e federações participaram do encontro.

 

Confira a ordem dos profissionais da educação que receberão a vacina:

 

1º grupo – Profissionais que atuam no atendimento presencial

  • Educação Infantil (professores e auxiliares)
  • Educação Especial
  • Equipe técnica, administrativa e pedagógica (gestão, limpeza, alimentação, orientadores de convivência)
  • Ensino Fundamental (professor, segundo professor, auxiliares, intérpretes de Libras)
  • Ensino Médio (professor, segundo professor, auxiliares, intérpretes de Libras)
  • Ensino Superior

2º grupo – Profissionais que atuam em Atividade Remota (mesmas etapas de ensino da lista acima)

 

  • Profissionais que são do Grupo de Risco para a Covid-19
  • Profissionais que atuam em atividade remota, EAD ou similares

 

Segundo o diretor da Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiológica), João Augusto Brancher Fuck, apesar de não haver um prazo estabelecido, o planejamento prévio é necessário para a aplicação das doses no futuro.

 

Atualmente, no PNI (Plano Nacional de Imunização), os professores do ensino básico são o 19º grupo a receber a vacina, ao passo que os do superior são o 20º.

 

Ambas as categorias ficam atrás dos moradores de rua, presidiários e pessoas com comorbidades, além de idosos, trabalhadores de saúde e outros que foram os primeiros a receber doses da vacina.

 

Além disso, foi desenvolvido um formulário para coletar os dados dos profissionais de cada instituição. A previsão é de que o cadastramento comece na próxima segunda (26) e termine em poucos dias.

 

Após a coleta, a equipe responsável deve organizar as respostas e encaminhar a quantidade total de cada grupo.

 

Após isso, uma cópia da listagem final dos trabalhadores da educação que devem receber as vacinas será encaminhada para às equipes de vacinação de cada município.

 

“Esse processo é necessário para incluir informações de todos os profissionais que atuam na escola, como vigilantes e serventes, que não estão incluídos nos dados do Censo Escolar”, afirma o secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro.

 


 ?>

 

Governo de SC pediu que professores fossem grupo prioritário

 

O secretário de Educação de Florianópolis, Maurício Fernandes Pereira, afirmou, no dia 2 de março, que o então governador do Estado, Carlos Moisés (PSL), encaminhou ao Ministério da Saúde uma solicitação para que os professores sejam incluídos na primeira fase de vacinação contra a Covid-19.

 

Segundo o plano estadual de vacinação, os professores aparecem apenas na fase 4, ao lado dos profissionais da força de segurança e dos servidores das unidades prisionais.

 

Fonte/ND+