MEC exige cabelo preso para meninas e veta cabelo pintado para meninos em escola cívico-militar


Por Catanduvas Online

06/02/2020 01:17



img


Em manual de regras entregue às Escolas Cívico-Militares, o Ministério da Educação (MEC) ordenou o uso de cabelo preso para meninas e proibiu piercing e cabelos pintados para garotos.

 

O documento, obtido pela agência Fiquem Sabendo, contém 342 páginas com diversas regras e orientações, dentre elas que o cabelo dos meninos tenha um corte que mantenha "nítidos os contornos junto às orelhas e pescoço" e "cabelos e sobrancelhas na tonalidade natural e sem adereços".

 

Já as meninas devem usar apenas adereços simples, saia-calça e rabo de cavalo ou trança simples "na parte superior da cabeça" quando o cabelo for longo. Além disso, as músicas tocadas em sala devem "despertar entusiasmo pela escola, pelos heróis nacionais e pela Pátria".

 


 ?>

 

Escolas em Santa Catarina

 

Após o governo federal confirmar as cidades que vão receber o modelo cívico-militar em Santa Catarina, o Ministério da Educação anunciou as quatro unidades que irão operar dentro do projeto a partir de 2020. As estruturas ficam em Biguaçu, Itajaí, Chapecó e Palhoça.

 

Três delas são estaduais e uma da rede pública municipal:

 

- EEB Professor Ângelo Cascaes Tancredo, em Palhoça (rede estadual)

- EEB Emérita Duarte Silva e Souza, em Biguaçu (rede estadual)

- Escola Básica Melvin Jones, em Itajaí (rede municipal)

- EEB Professora Irene Stonoga, em Chapecó (rede estadual)

 

Fonte/O Globo