Casan faz reajuste na taxa de tratamento de efluentes de fossa


Por Catanduvas Online

17/01/2020 19:06



img


Dirlete Téo-Chefe da agência local

 

Um aumento na taxa de tratamento de efluentes de fossa vem sendo questionado por moradores do município de Catanduvas.

 

A taxa de recolhimento passou de 45 para 159 reais o montente de 6m cúbicos, sendo que, o serviço de recolhimento é prestado sem custo pela prefeitura municipal; Já a taxa, é paga para o tratamento desse resíduo à Casan, esclareceu Dirlete Téo, responsável pela unidade no município.

 

Segundo ela algumas mudanças estão acontecendo e outras estão por vir, ressaltando que a taxa foi somente ajustada, já que havia o Edital de novembro de 2016 que especificava o valor, mas que somente agora a superintendência solicitou para que sejam cumpridas as normativas.

 

“A partir de janeiro estamos pedindo aos moradores que programem a limpeza devido à demanda, por ser permitida somente uma coleta por dia para não comprometer o sistema de tratamento da estação, ou seja, há uma limitação máxima por dia para não interferir no tratamento biológico” concluiu Dirlete.

 

O município de Catanduvas é um dos poucos no estado onde a Prefeitura faz o trabalho de coleta de efluentes e a Casan o tratamento. Outros municípios contam com a coleta e tratamento terceirizados de empresas particulares.

 

O credenciamento de empresas prestadoras de serviços de coleta de efluentes provenientes de limpeza de fossas e banheiros químicos, para descarte nas unidades de tratamento de esgoto da CASAN no estado de Santa Catarina; e procedimentos para descarte de desejos provenientes de veículos “motorhome” e de ônibus de turismo, ainda está em aberto.

 

Edital:

https://www.casan.com.br/ckfinder/userfiles/images/Noticias_Conteudo/02_2016%20EDITAL%20DE%20CREDENCIAMENTO%20DE%20DESCARTE%2013_12_2016.pdf

 

 


 ?>