Herval d´Oeste será contemplada com escola cívico-militar em 2020


Por Catanduvas Online

26/12/2019 14:03



img


O comando estadual da Polícia Militar, junto com o governador Carlos Moisés, definiu as cidades que serão contempladas com as atividades de escolas cívico-militares em 2020. Pelo despacho, o modelo proposto pelo governo federal será implantando nas cidades de Herval d’ Oeste, Lages, Itajaí, Xanxerê, Rio do Sul, Imbituba e São Miguel do Oeste. Os detalhes deverão ser apresentados em breve, incluindo qual será o estabelecimento de ensino de Herval d’ Oeste que será contemplado com as atividades.

 

O pedido foi feito pelo vereador Sergio Moacir do Nascimento (Serginho) em novembro de 2018. Na época, Serginho solicitou uma reunião com comando do Batalhão da Polícia Militar de Herval d’Oeste, do Corpo de Bombeiros de Joaçaba e com a Secretaria de educação, Cultura e Esportes. A partir daquele momento iniciaram as tratativas para a instalação do modelo no município.

 

Serginho, juntamente com o vice-prefeito Mauro Martini, também esteve na capital do estado, onde entregou um projeto da escola cívico-militar para o comandante geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Araújo Gomes.

 

Durante o encontro em Florianópolis, o vice-prefeito Mauro Martini já havia recebido a informação do coronel Araújo de que a partir de 2020 todas as regiões do Estado receberiam uma escola em regime militar. “Para nossa felicidade fomos contemplados”, comemora Martini.

 

“A escola militar investe na qualidade de ensino por meio de práticas inovadoras que conduzem a uma educação integral, possibilitando ao educando o desenvolvimento simultâneo das áreas cognitiva, afetiva e psicomotora. Os colégios militares são instituições de ensino que trazem a filosofia e conduta militar ao ensino fundamental e ensino médio”, destaca o vereador, que comemorou a notícia.

 

Para Serginho, os colégios militares são característicos por conta de sua rígida posição em relação a disciplina e uniformes padronizados, que lembram as cores do exército. Em um colégio militar, alunos indisciplinados não são aceitos na instituição e até pequenos descuidos, como entrar na escola com o cabelo desarrumado, podem fazer um estudante ser expulso da instituição. Geralmente cada aluno possui 10 pontos em sua conduta dentro da escola e quando esse número desce muito, chegando na casa dos 4 pontos, ele participará de uma comissão onde será decidido sua permanência ou expulsão da unidade escolar”, explicou.

 

Fonte: Joce Pereira/Assessoria de Imprensa