Operação apura fraudes de desvio de dinheiro da Celesc

Inquérito policial apurou que os crimes foram praticados por servidores da estatal em conjunto com empresários


Por Catanduvas Online

06/12/2019 15:01



img


 

A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta quinta-feira (5), uma operação que apura fraudes na Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina) em Santa Catarina e no Paraná. A suspeita, resultado da apuração de um inquérito policial, é de que os crimes tenham sido praticados por servidores da estatal em conjunto com empresários.

 

O prejuízo identificado pelas investigações da Operação Zero Grau foi de R$ 3.316.352,83 em valores de 2010. No entanto, é possível que esse valor tenha ultrapassado R$ 10 milhões, por causa do valor de notas fiscais não reconhecidas pela própria Celesc.

 

A Polícia Civil cumpre 21 mandados de busca e apreensão e sequestro de 49 veículos em Florianópolis, São José, Itajaí, Blumenau, Orleans, Pescaria Brava e Curitiba (PR)

 

 


 ?>

 

Investigação

 

Segundo a investigação, a diretoria técnica da Celesc em 2010, com base em eventos emergenciais, como vendavais e tempestades, aprovou a realização de serviços nas regionais de Florianópolis, Joinville, Rio do Sul e Criciúma pela DVIT (Divisão de Infraestrutura de Telecomunicações).

 

Investigação da Polícia Civil comprova desvio de R$ 3 milhões da Celesc

 

 

Compromisso da Polícia Civil

 

Em entrevista coletiva pela manhã, o diretor da DEIC, delegado Luis Felipe Fuentes, destacou o combate à corrupção como compromisso da Polícia Civil. “Mesmo com dificuldades de efetivo estamos conseguindo manter o foco. Em casos de corrupção há valores altos envolvidos em dinheiro, patrimônio público, sensação de impunidade. Então é o recado que estamos dando de que uma hora a polícia vai chegar”, ressaltou o diretor. Esta ação faz parte dos objetivos traçados no planejamento estratégico da Polícia Civil.

 

Fonte: Polícia Civil