Menina com leucemia cria diário online para registrar tratamento

Laura Paula tem 13 anos e foi diagnosticada com câncer em junho deste ano


Por Catanduvas Online

27/11/2019 16:14



img


Depois de tantas idas e vindas do hospital para se tratar de um câncer, a jovem ponteserradense Laura Paula, de 13 anos, resolveu criar um diário um pouco diferente e registrar suas passagens no hospital.

 

A mãe dela, Marivane Dave, a mulher que criou a página no Facebook para incentivar a doação de medula óssea, foi quem ajudou a jovem a dar um passo à frente no novo projeto.

 

Há quase dois meses, no dia 2 de outubro, Mari deu a ideia à filha de criar uma espécie de blog, um diário, onde ela poderia expor o dia a dia e mostrar o outro lado da doença, já que muitas pessoas perguntavam como a menina estava. “Essa foi uma forma de me acompanharem mais de perto, já que eles não têm muito tempo”, explica Laura.

 

O diário foi criado pelo Instagram, e levou o nome de ‘diáriodelaurapaula’. Esse pequeno espaço, que já possui 57 postagens, carrega grandes conquistas e grandes alegrias para Laura.

 

Transfusões de sangue, que Laura chama de 'suco de framboesa' (Foto: Arquivo pessoal)

 

Além de postar fotos com a família e pessoas do próprio hospital, também há imagens de comida, brincadeiras e até do momento em que ela passa por uma transfusão de sangue, que costuma chamar de ‘suco de framboesa’.

 

“Espero mostrar para as pessoas que, por mais que pareça o fim do mundo ser diagnosticada com leucemia, Deus nos dá forças e que, apesar dos dias difíceis, tem muitos outros dias bons. Quero mostrar que não é um bicho de sete cabeças”, comenta a menina.

 

Junto das postagens, uma nova amiga de Laura aparece nelas. Gabi é de Cunha Porã e, segundo Laura, também sofre com câncer. As duas se encontraram na sala de espera do hospital há algum tempo, mas a amizade surgiu mesmo quando as duas passaram por uma internação, sendo colegas de quarto.

 

“É difícil passar por uma doença assim na adolescência. Foi bom nos conhecermos. Não vejo a hora de todo esse tratamento passar e podermos realmente ter uma amizade aqui fora”, relata a dona do Diário.

 

Quando Laura não se sente bem e está indisposta, a mãe Mari é quem atualiza o Instagram. Não é sempre, mas ela faz o que pode para mostrar todo o outro lado da doença da filha.

 

Gabi, a nova amiga que Laura conheceu no hospital (Foto: Arquivo pessoal)

 

Laura sofre com leucemia

 

Há aproximadamente cinco meses, no dia 7 de junho deste ano, Laura foi diagnosticada com leucemia mielóide aguda. Desde então, está recebendo o tratamento no Hospital da Criança em Chapecó.

 

A primeira internação foi de 43 dias, após a confirmação do diagnóstico. Depois disso, várias internações seguidas aconteceram, onde a menina passou por várias sessões de quimioterapias e também muitas para transfusão de plaquetas e de sangue.

 

Segundo a mãe da jovem, Laura ainda tem mais uma quimioterapia, depois entra em manutenção, onde fará o uso de comprimidos e injeções nesse período.

 

“A batalha tem sido difícil, mas estamos felizes, pois o tratamento está dando resultado. Agora só ter fé e aguardar, pra que se precisar de transplante, que o doador já esteja cadastrado", disse Mari.

 

 

 

 

 

Fonte/Oeste Mais