Após furto, vítima e policiais fazem doações ao autor que tinha filhos passando fome


Por Catanduvas Online

29/05/2019 17:07



img


Nova Veneza – Policiais militares de Nova Veneza foram acionados por uma vítima de furto, na manhã desta terça-feira, 28, que relatou ter sua residência, localizada na Via Centenária, arrombada e furtada na segunda-feira, 27. O homem ainda relatou, que recebeu informações sobre o local onde os pertences estariam.

 

Os PMs então se deslocaram até o bairro Brasília, área central de Nova Veneza, onde após conversarem com o suspeito, ele acabou confessou que os objetos furtados estariam dentro da casa onde mora com a mulher e mais sete filhos, entre eles, um bebê de apenas 28 dias.

 

O rapaz que não possui passagem pela polícia, alegou que a atitude foi um ato de desespero, pois em casa não havia nada para oferecer para os filhos que estavam com fome. “Já estava há um dia e meio em jejum, eu até não ligava pra mim, mas foi duro ver as crianças sem comer nada, estava desesperado”, disse o jovem.

 

Além de alguns pequenos objetos, o homem subtraiu principalmente alimentos, além de uma espingarda de pressão. Apesar da situação, os policiais tiveram que cumprir a legislação e encaminhar o homem até a Central de Plantão da Polícia Civil em Criciúma, onde após os procedimentos foi liberado para responder ao processo em liberdade.

 

SOLIDARIEDADE


Sensibilizados pela situação da família que mora no bairro a aproximadamente uma semana, os policiais que efetuaram a prisão, juntamente com a vítima, realizaram no início da noite desta terça-feira, 28, a doação de alimentos, comprados por eles mesmos e também doados por parceiros.

 

 

“Como agentes da lei, cumprimos nossa missão, já, como seres humanos e cristãos, não podíamos deixar de olhar por aquelas crianças”, revelou o soldado Assis.

 

“Antes de partir para a prática de um crime, alertamos que existem canais de atendimento social no município, como igrejas, Afave e principalmente o CRAS, onde pessoas em situação de vulnerabilidade podem encontrar ajuda”, afirmou outro policial que participou da ocorrência, soldado Rosso.

 

Fonte/Michel Teixeira