Consumidores de Catanduvas reclamam de emissão de duas faturas de energia elétrica em um mês

Agosto será o terceiro mês seguido com a bandeira tarifária no patamar mais caro.


Por Catanduvas Online

30/07/2018 17:24



img


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) disse nesta sexta-feira (27) que a cobrança adicional na conta de energia seguirá no patamar mais alto em agosto. Em julho, a agência manteve a bandeira tarifária no patamar 2 da cor vermelha, o mais alto do sistema, e o mesmo a ser aplicado no próximo mês. Isso significa que, para cada 100 quilowatts-hora (kWh) de energia consumidos, haverá uma cobrança extra de R$ 5 nas contas de luz.

 

Além de mais cara, a conta de energia elétrica surpreendeu consumidores de Catanduvas no mês de julho, alguns, receberam duas faturas de energia com valores e dias de vencimentos diferentes. “Vou pagar duas contas de energia em 15 dias” informou uma senhora.

 

 Além dos valores a pagar, os consumidores afirmam que ficaram “perdidos” com a cobrança.Outro consumidor recebeu a fatura após 43 dias da leitura o que fez com que o valor a ser pago saísse do orçamento familiar.Os consumidores afirmam que não foram avisados da dupla cobrança no mês e nem da cobrança após 43 dias.

 

“Essa forma de cobrança foi feita sem nenhum comunicado prévio da empresa CELESC. Ela simplesmente mudou a data da leitura, e também de vencimento, essa decisão interfere diretamente no meu orçamento familiar, uma vez que a energia elétrica tem sido um dos custos mais altos dos últimos meses por causa da Bandeira Vermelha. De certa forma, isso já era até esperado, mas essa outra fatura dentro do mês não. O mínimo que a empresa podia fazer antes de colocar em prática essa mudança era nos comunicar”, enfatizou um consumidor do município.

 

Unidade CELESC/Catanduvas:Catanduvas Online

Ajuste na rota

 

Procurado pelo Catanduvas Online,  Paulo, atendente da CELESC no município explica que está sendo realizado um ajuste na rota de leitura da região de Catanduvas. “O projeto visa melhorar a ordem de leitura de medidores nos bairros para facilitar a identificação das unidades consumidoras. Com isso, o atendimento em campo ao cliente ficará ainda mais rápido e eficiente”, disse.

 

Ainda de acordo com a CELESC, para alguns clientes, a fatura entregue no mês de implantação das novas rotas poderá ser referente a uma quantidade de dias maior ou menor que o seu ciclo normal. Ou seja, o valor será diferente do que ele está acostumado a pagar. “Poderá ser superior, se foi lido mais dias de consumo, ou inferior, se foi lido menos dias de consumo. Vale destacar que nos casos onde houver alteração da data de leitura, o cliente não receberá a fatura atrasada ou vencida”, explica.

 

“Nos casos, em que for lido com menos dias de consumo, no mês de implantação das novas rotas, o cliente poderá receber duas contas com vencimento no mesmo mês. A primeira será referente ao mês anterior, e a segunda será a fatura do mês corrente. Vale ressaltar que o mês de referência é sempre divulgado na fatura emitida”, conclui.

 

Quanto a Bandeira tarifária e o aumento da conta em agosto

 

A Aneel disse que a manutenção da bandeira vermelha no patamar 2 em agosto “deve-se ao prosseguimento das condições hidrológicas desfavoráveis e à redução no nível de armazenamento dos principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN)”.

 

A partir do dia 22 de agosto, a conta de luz ficará mais cara. Pelos números preliminares divulgados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), responsável pela definição do reajuste, a alta média deve ficar entre 7,8%.