Caminhoneiros reclamam da situação precária que enfrentam no município

Não tem estacionamento e condições adequadas de higiene para os motoristas


Por Catanduvas Online

16/02/2018 17:14



img


Um assunto muito pertinente voltou ao conhecimento dos catanduvenses nessa semana. A página intitulada “Realidade de Caminhoneiro” levantou um problema antigo que há décadas acontece no município de Catanduvas.

 

A realidade precária com que se submetem os caminhoneiros que aguardam para descarregar na BRF, ficando em frente às residências, sem pátio para espera e usando banheiro químico.

 

Veja a postagem na íntegra:

 

“Olha a situação que ficam os caminhoneiros na BRF de Catanduvas SC, além disso não tem pátio pra esperar a descarga, tem que ficar na rua como veem na foto na frente das casas. E o banheiro é esse é químico ainda. Estou a três dias aqui nessa situação, o tipo de empresa que acha que Caminhão é depósito”.

 

 

Diante do desabafo do internauta e de diversos seguidores, fomos informados que há um Projeto de estacionamento ou Pátio de Triagem desenvolvido pelo empresário local Aramis Heberle Junior.

 

O Projeto foi apresentado há seis meses aos empresários do ramo de transporte, porém, não despertou interesse, eles ressaltaram que o Projeto é excelente, mas, que seria para o futuro.

 

Projeto

 

Trata-se de um Pátio de triagem ás margens da BR-282 próximo ao trevo de Jaborá com cerca de 40 mil metros de pátio onde abrigaria cerca de 200 caminhões, cercado e seguro, com chuveiro, cozinha, sala de TV, e até lavagem de roupa.

 

Do local sairiam apenas os caminhões que estivessem na vez para descarga, com comunicação integrada de guaritas.No projeto ainda constam espaços para diversos pavilhões relacionados ao transporte, oficina mecânica, elétrica, etc. Tudo em um só lugar.

 

O investimento seria de 5 milhões de reais, valor custeado pelo empresário que já dispõe de terreno no local.

 

Manutenção

 

Todos os usuários ou transportadores que descarregassem na BRF Catanduvas fariam o pagamento de uma taxa, valor apropriado e condizente com a realidade, segundo o empresário.

 

Os pavilhões seriam alugados para empresas locais interessadas.

 

É extremante importante destacar que não há um local apropriado para estacionar os caminhões, que, aliás, são muitos todos os dias. Tendo os motoristas que estacionarem em locais inapropriados, muitas vezes no meio das ruas, prejudicando o fluxo de veículos e a manutenção das vias. E ainda sem as mínimas condições de higiene e segurança.

 

Fotos/Realidade de Caminhoneiro