Identificado, jovem poder ter sido jogado vivo no Rio Irani, acredita Polícia Civil

Corpo de jovem de 21 anos foi encontrado boiado no município de Arvoredo na tarde de quarta-feira


Por Catanduvas Online

25/01/2018 21:21



img


O corpo encontrado na tarde de quarta-feira, dia 24, boiando no Rio Irani, no município de Arvoredo, é de Carlos Roberto Crivone, de 21 anos. A vítima pode ter sido jogada ainda viva na água, estima a Polícia Civil, responsável pela investigação do crime através da Divisão de Investigações Criminais (DIC).

 

Carlos era morador do Bairro São Pedro, no município de Chapecó, segundo o site ClicRDC. Um sargento que passava pelo local foi abordado por populares relatando ter avistado a vítima na água. O cadáver foi recolhido e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

 

Segundo o Corpo de Bombeiros, o jovem estava de bermuda, camiseta e com as mãos e pés amarrados. O caso é tratado pela Polícia Civil como homicídio. “Nós acreditamos que ele foi amarrado e jogado vivo. Segundo uma análise do IML, o corpo não tinha nenhuma perfuração ou lesão de uma morte violenta”, relata o delegado Vagner Tiago Ramo Papini.

 

“O corpo está sendo submetido a novos exames, inclusive no pulmão da vítima para identificar as causas da morte, mas tudo indica que foi uma morte por afogamento, provocado por um terceiro”, afirma.

 

Ainda conforme o site ClicRDC, o jovem era usuário de drogas e possuía diversas passagens policiais. “É um crime bastante difícil de identificar o autor. Ele havia saído do convívio da família há um tempo, tanto que eles não registraram o boletim de ocorrência, pois não sabiam do desaparecimento”, acrescenta o delegado.

 

Oeste Mais