Igreja no Brasil celebra Semana Nacional da Vida e Dia do Nascituro

O objetivo é suscitar nas consciências, nas famílias e na sociedade o reconhecimento do sentido e valor da vida humana em todos os seus momentos.


Por Catanduvas Online

04/10/2017 22:55



img


 A Igreja católica no Brasil realiza, entre os dias 1 e 7 de outubro, a Semana Nacional da Vida,  cujo objetivo é celebrar a vida da pessoa humana, desde sua concepção até a morte natural, ademais, a comemoração termina no dia 8, com a celebração do Dia do Nascituro, informa a nota divulgada hoje pela CNBB na sua página oficial.

Para que a promoção da vida seja posta em prática, é necessário dar impulso a algumas ações. Algumas delas estão propostas no subsídio Hora da Vida, preparado pela CNPF, o Movimento Brasil Sem Aborto e o grupo Promotores da Vida. O material sugere às famílias o atendimento ao chamado do papa Francisco para uma Igreja em saída com visitas a gestantes; procura por serviços de acolhida e auxílio a mulheres grávidas que pensam em abortar; aproximação e acompanhamento a mulheres que já abortaram num trajeto de encontro com a Misericórdia Divina; e ajuda aos marginalizados na restauração de suas histórias.

Celebrações e Orações
Podem ser realizadas visitas a locais como asilos, orfanatos, hospitais e maternidades com celebrações da vida e sobre o nascituro. Nas missas, poderão ser oferecidas bênçãos às gestantes, as homilias podem abordar a valorização da vida e, ao final, partilhas de testemunho. As comunidades ainda podem promover vigílias de oração pela vida, além de utilizar o subsídio Hora da Vida 2017.

Formação
Nas escolas e universidades podem ser oferecidas palestras e debates sobre a valorização da vida. O tema também pode ser levado a encontros de namorados e noivos, assim como aos jovens e adolescentes da catequese de Crisma com teatros, oficinas e debates. Podem ser incentivados ainda círculos de estudo, filmes e encenações sobre a vida humana. Neste sentido, podem ser criadas e incentivadas as Comissões de Bioética.

Políticas Públicas 
As empresas podem ser incentivadas a implementar ações em defesa da Vida e do Nascituro, como programas de Saúde Materna. Os agentes pastorais, podem incentivar agentes públicos como vereadores, prefeitos, deputados e governadores a promoverem leis e políticas em favor da Vida e da Saúde Pública.

A Comissão Vida e Família da CNBB destaca que:  “A atividade da Semana Nacional da Vida e do Dia do Nascituro é uma feliz iniciativa da Igreja. Busca ecoar na consciência, não só dos católicos, mas também de todos os homens e mulheres de nossa sociedade, o quão é necessário criar uma cultura da vida numa realidade que, muitas vezes, passou a considerar certas condições humanas como descartáveis”.

Em vários municípios do Brasil o Dia do Nascituro também foi instituído por Lei Municipal, fazendo parte do calendário de comemorações oficiais dos Municípios.