Caso de zoofilia choca moradores e polícia diz que medidas mais drásticas serão tomadas contra o autor


Por Catanduvas Online

11/04/2022 11:59



img


Diante das informações de crime de zoofilia no município de Catanduvas, que ganhou repercussão no estado, o Site Catanduvas Online entrou em contato na sexta-feira (08), com a Delegada  Fernanda Gehlen da Silva, que nos enviou Nota a respeito.

 

Segundo a Delegada a partir de boletim de ocorrência registrado pelo tutor de uma cachorrinha, que noticiava a prática de maus tratos contra a canina - fato flagrado pelas câmeras de vigilância na data de 24/02/202-, quando um homem invadiu o canil e praticou zoofilia com o animal, foi instaurado inquérito policial, o qual foi devidamente instruído, com a identificação do autor e indiciamento pelo crime previsto no art. 32, § 1º-A, da Lei n. 9.605/98 (maus tratos contra cão), sendo encaminhado ao Fórum na data de 03/03/2022.

 

De acordo com a Delegada, na época, não estavam presentes os requisitos legais para a prisão preventiva ou outra medida cautelar. Durante a semana, sobreveio a informação acerca da reiteração criminosa, sendo o indivíduo novamente flagrado pelas câmeras de vigilância cometendo o ato de maus tratos contra o animal. Diante dos novos fatos, outras medidas foram tomadas dentro do processo judicial, o qual já se encontrava em andamento.

 

O caso gerou bastante indignação em toda a comunidade e conforme a Delegada também naqueles que atuaram na investigação e no processo, sendo que todas as providências cabíveis foram imediatamente adotadas, as quais, infelizmente, não foram suficientes para evitar a reiteração da conduta, o que, contudo, fez surgir a possibilidade de medidas mais drásticas.

 


 ?>