Proibidos e perigosos: cigarros eletrônicos são recolhidos após denúncias

Mesmo com venda proibida pela Anvisa, pais reclamam que adolescentes compram os produtos em tabacarias


Por Catanduvas Online

30/03/2022 10:56



img


Após denúncias de pais contra a venda de cigarros eletrônicos a adolescentes em Florianópolis, o Procon/SC e a Polícia Civil apreenderam uma grande quantidade dos produtos de uso proibido nesta terça-feira (29).

 

Segundo o órgão estadual, há alguns meses uma operação de combate ao comércio de dispositivos eletrônicos para fumo foi deflagrada. Entre os itens estão acessórios e essências líquidas.

 

Os produtos são proibidos pela RDC (Resolução de Diretoria Colegiada) 46, da Anvisa, e podem causar doenças respiratórias, como enfisema pulmonar, doenças cardiovasculares, dermatite e câncer. Existe ainda o risco de causarem explosões, já que suas baterias são de procedência e qualidade desconhecidas.

 

O número de reclamações dos responsáveis contra a venda a menores de idade aumentou em 49%. A maioria das denúncias foram feitas por mães e pais que identificaram as tabacarias nas proximidades das escolas.

 

Nesta terça, o Procon, novamente com o apoio da Polícia Civil, realizou uma varredura nos estabelecimentos da Capital e apreendeu uma grande quantidade dos produtos de uso proibido.

 

“Quando a relação de consumo coloca em risco a saúde do próprio consumidor, a atuação do Procon/SC é ainda mais necessária”, explica o diretor do órgão, Tiago Silva. Os comerciantes terão dez dias para apresentar uma defesa e, após este prazo, os produtos apreendidos serão destruídos.

 


MEPITA ?>

 

ND+