Vítimas de triplo assassinato em Chapecó foram mortas enquanto dormiam


Por Catanduvas Online

04/01/2022 16:02



img


As três pessoas da mesma família que foram assassinadas a facadas em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, estavam dormindo no momento em que foram mortas. Isso foi o que apontou os vestígios iniciais identificados pela PC (Polícia Civil) no local dos crimes.

 

Vilma Fin, de 86 anos, Neudi Fin, de 65 anos, e Neocy Fin de 62 anos, foram mortos entre a noite da sexta-feira (31) e a manhã do sábado (1º) em um prédio localizado no bairro Jardim Itália.

 

O suspeito do crime, um homem de 38 anos, é familiar das vítimas e teria matado o pai, a avó e a tia a facadas. De acordo com o delegado Vinícius Ritherbuch, a situação das mortes ainda será melhor averiguada durante as investigações. A Polícia Científica esteve no local para a perícia.

 

No local foi apreendido as possíveis armas utilizadas e o suspeito foi preso preventivamente e encaminhado ao presídio de Chapecó, onde permanece à disposição da Justiça. “As investigações prosseguem para elucidar todos os quesitos relativos aos crimes. Demais informações serão mantidas em sigilo”, pontuou o delegado.

 

Relembre o caso

 

Três pessoas da mesma família foram assassinadas na noite desta sexta-feira (31) e manhã deste sábado (1) no bairro Jardim Itália. Segundo a PM (Polícia Militar), o suspeito do crime, de 38 anos, é familiar das vítimas.

 

Segundo o Corpo de Bombeiros, uma das vítimas morreu ainda na noite de sexta-feira, enquanto as outras duas foram assassinadas nesta manhã. O crime foi registrado no condomínio da família, que tem quatro andares. A avó e a tia foram mortas no apartamento localizado no quarto andar do edifício, enquanto o pai do suspeito foi morto no primeiro andar.

 

Familiares do suspeito disseram à reportagem do ND+ que o homem sofre de esquizofrenia e teve um surto nomomento do crime. Ainda, segundo a família, ele fazAia tratamento e nunca havia tido um surto violento como esse.

 


 ?>

 

ND+